Bem vindo(a)! Cadastre-se aqui ou faça seu login

Avatar Cuatro Kld - Ultrassom de Alta Potência 3MHz e 45W

R$ 5.990,00

ou R$ 5.690,50

5% à vista no depósito bancário

ou em até 12x R$ 566,05

financiados pelo BCash

Quantidade:

1x R$ 5.990,00
2x R$ 3.084,67
3x R$ 2.076,67
4x R$ 1.572,73
5x R$ 1.270,48
6x R$ 1.069,04
7x R$ 925,16
8x R$ 817,34
9x R$ 733,54
10x R$ 666,51
11x R$ 611,70
12x R$ 566,05

 

 

Compartilhe esta oferta!

Quem procura este produto também se interessa por

Algodão Sussex Bola Branca 100g

R$ 7,80

ou R$ 7,41

5% à vista no depósito bancário

ou em até 12x R$ 0,74

financiados pelo BCash

Endophoton Esthetic Multi

R$ 7.040,00

ou R$ 6.688,00

5% à vista no depósito bancário

ou em até 12x R$ 665,28

financiados pelo BCash

Loção FGM 500ml- Jeanne Balsan

R$ 68,00

ou R$ 64,60

5% à vista no depósito bancário

ou em até 12x R$ 6,43

financiados pelo BCash

Clínica de Estética Corporal

R$ 9.102,00

ou R$ 8.646,90

5% à vista no depósito bancário

ou em até 12x R$ 860,14

financiados pelo BCash

Sobre o Produto

O Avatar Cuatro é um ultrassom de alta potência destinado a atender as necessidades das áreas de Dermatofuncional e Estética. Possui aplicador mais leve e ergonômico, fornecendo ao profissional maior conforto durante as seções do tratamento.

Mais tecnologia e praticidade

  • Reabsorção de Hematomas
  • Pré Intervenção Cirúrgica
  • Gordura Localizada
  • Fonoforese
  • Celulite

O equipamento de ultrassom "AVATAR cuatro" destina-se a área da medicina estética. 
Pode ser utilizado nas indicações usuais* do ultrassom terapêutico de 3MHZ e na utilização em medicina estética.

Indicações

  • Hidrolipoclasia;
  • Combate a gordura localizada através de Hidrolipoclasia;
  • Tratamentos com Fonoforese;
  • Aceleração no processo de reabsorção de hematomas e exudatos;
  • Tratamentos pré intervenção à cirurgia plástica, lipoescultura e lipoaspiração.

O Equipamento

O Sistema AVATAR cuatro.


Concebido a partir da necessidade objetiva em reduzir o tempo de tratamento durante as terapias estéticas, onde grandes áreas geométricas do tecido devem ser irradiadas de forma homogênia pelo ultrassom, surge em 2003 no mercado nacional o primeiro equipamento de ultrasom com frequência de 3MHz, alta potência de saída, e grande área de irradiação efetiva.

Originário da primeira versão do "AVATAR IV", cujo equipamento robusto foi consagrado e definido pelos usuários como um equipamento confiável e indispensável no dia a dia da clínica estética moderna, surge esta nova versão denominada "AVATAR cuatro" para complementar a família AVATAR de equipamentos de ultrasom da KLD, que dentre outras características, destacam-se:

  • Aplicador mais leve e com melhor 'pega', fornecendo ao profissional maior conforto e ergonometria durante as seções do tratamento;
  • Área geométrica do aplicador com design que facilita o escorregamento sob a pele mesmo em superfícies irregulares e salientes, além de facilitar a visualização da área em tratamento;
  • Indicador de desacoplamento sonoro e/ou visual;
  • Gabinete com novo design e painel basculante, proporcionando melhor visualização dos parâmetros e maior proteção ao display;
  • Novas frequências de modulação de pulso, etc;
  • Novos sistemas eletrônicos que proporcionam melhor rendimento, maior eficiência e controle da conversão da energia elétrica em ultrasônica (mecânica) além do controle sob os parâmetros de tratamento programados;

Características

  • Equipamento microprocessado;
  • Ultrasom de 3 MHz;
  • Potência máxima 45 watts;
  • Contínuo e Pulsado;
  • Sistema de aviso de desacoplamento do cabeçote no paciente;
  • Display de cristal líquido azul;
  • Dimensão Aparelho: 37cm x 37cm x 15cm (LxPxA) (fechado);
  • Dimensão Aparelho: 37cm x 37cm x 40cm (LxPxA) (aberto);
  • Classe de Segurança II com parte aplicada tipo BF;
  • Peso do equipamento 6Kg;
  • Peso do aplicador 700g;
  • Rack: 54,0cm x 40,5cm x 93,5 cm (LxPxA) 8Kg (opcional)
  • Embalagem Equipamento: 51cm x 45cm x 20 cm 10Kg
  • Embalagem Rack: 57cm x 51cm x 95cm 10Kg

Acessórios

  • 01 Cabeçote Aplicador
  • 01 Tubo de Gel
  • 01 Cabo de Força
  • 01 Termo de Garantia
  • 01 Manual de operação

Dúvidas Frequentes

1. Que tipo de Ultra Som deve ser usado: pulsado ou contínuo?

Sua escolha vai depender do objetivo do seu tratamento e estado fisiopatológico do seu paciente. O modo contínuo eleva mais efetivamente a temperatura do tecido. Os modos pulsados, que possuem ciclo de trabalho de 5%, 10%, 15%, 20%, 25% e 30% diminuem os efeitos térmicos. Ambos, contínuo e pulsado, podem produzir efeitos não térmicos. Os efeitos não térmicos do Ultra Som incluem a estimulação da regeneração dos tecidos moles e restauração óssea, aumento do fluxo sanguíneo e mudanças no metabolismo das células e promovem o alívio da dor (Dyson 1985). Observa-se que o modo contínuo aumenta a extensibilidade em estruturas ricas em colágeno, aumento na mobilidade articular, diminuição do espasmo e da dor, aumento do fluxo sanguíneo e da velocidade de condução nervosa produzindo ainda reações inflamatórias medianas (liberações histamínicas).

2. Como devo selecionar a intensidade mais apropriada de Ultra Som para o tratamento?

Isto dependerá do estado do tecido (por exemplo: contraturas, lesões profundas), o tipo e a profundidade do tecido que se deseja alcançar, o modo de aplicação do US (pulsado ou contínuo) e a frequência. Para o tratamento na fase inflamatória, os efeitos não térmicos e pequenas dosagens podem produzir respostas favoráveis das células; entretanto o US em modo contínuo com intensidades maiores que 2W/cm2 podem realmente retardar o processo de restauração (Dyson, 1985). Para diminuir os efeitos térmicos, US em modo pulsado com intensidades menores que 1.0 W/cm2 também poderá ser usado. Intensidades maiores de US em modo contínuo (1.5-2.5 W/cm2) poderão ser necessárias, quando o tecido que se deseja atingir for de localização profunda ou ainda quando existirem tecidos contraídos (Reid e Cummings1973, Summer e Patrick, 1964. Quanto maior for a frequência de US, maior será a atenuação e a absorção de energia em estruturas superficiais, isto é, 1 a 2cm abaixo da superfície da pele. A frequência de 1 MHz deverá ser usada para tratar tecidos localizados em profundidades de 3 a 5 cm e 3MHz para estruturas superficiais.

3. Com o aumento da intensidade pode-se compensar a diminuição do tempo de aplicação?

O aumento da intensidade não pode compensar a diminuição do tempo de tratamento pois os efeitos produzidos pelas duas variáveis diferem. O aumento da intensidade pode elevar excessivamente a temperatura do tecido e, portanto não é desejado (Reid e Cummings, 1973).

4. Quando estivermos usando o Ultra Som para introduzir medicamentos (fonoforese), qual o tipo de Ultra Som deveremos usar: contínuo ou pulsado?

Dyson (1985), afirma que a fonoforese torna-se mais fácil com aplicação de efeitos não térmicos (ondas pulsadas). Mudanças na permeabilidade dos tecidos facilitam a penetração dos medicamentos através da pele (Griffin e Karselis, 1982). O US em modo contínuo ou pulsado com a mesma intensidade média possuem essencialmente o mesmo efeito de transporte ativo de íons através das membranas biológicas, sobre a permeabilidade e sobre mecanismos de difusão através das membranas (Licht, 1965). Devidos aos efeitos térmicos, ondas contínuas induzem uma pequena reação pró-inflamação. Se o objetivo do tratamento é diminuir a inflamação através de aplicação de hidrocortizona, deve-se dar preferência ao modo pulsado.

5. Qual a diferença clínica entre 1.0 e 3.0 MHz?

O U.S. de 1.0 MHz é usado em estruturas mais profundas (músculos, tendões, bursas), pois ele é pouco absorvido em estruturas superficiais e em tecido adiposo. Ao contrário, 3.0 MHz deverá ser usado em estruturas superficiais, tanto com cotovelos, pois a energia é absorvida nos tecidos que estiverem entre 1 e 2 cm abaixo da superfície da pele, evitando o rebote do periósteo. US de 3MHz é utilizado também com fins estéticos.

6. O que significa E.R.A?

Área de Radiação Efetiva do cabeçote, o que significa que a área da superfície do cabeçote pode não corresponder à área de emissão de ondas e o calculo da dose para ser real precisa considerar o tamanho da área de emissão. Áreas de emissão próximas ao tamanho do cabeçote necessitam de tempos menores que áreas efetivas de tamanhos menores que a do cabeçote. Verifique no manual do equipamento, qual a ERA do seu aplicador.

7. O que é atenuação e por que ela ocorre?

O Ultra Som sofre alterações à medida que atravessa um meio, o que causa atenuação de sua intensidade durante este trajeto. Parte desta atenuação é causada pela conversão de energia em calor por absorção e o restante, pela reflexão e refração do feixe.

8. Por que os movimentos do US devem ser lentos e contínuos?

Devido a não uniformidade do feixe de Ultra Som, o cabeçote não deve ficar parado sobre um mesmo local. Também não deve ser movimentado muito rápido, pois não haveria tempo do tecido entrar em ressonância. O melhor procedimento é o movimento circular-deslocado, numa velocidade de 1 a 2 cm/segundo.

9. É necessário calibrar o Ultra Som frequentemente?

Sim, recomenda-se uma aferição a cada 18 meses ou toda vez que o cabeçote cair no chão, apresentar trincas, ou algum tipo de ruído. Só assim poderá ser realizada uma terapia eficaz com doses realmente confiáveis.

10. Qual o tempo de aplicação do US?

Para calcular o tempo de aplicação do US deve-se utilizar o seguinte cálculo:
Tempo = área de tratamento ( em cm²)

ERA (verificar no manual do equipamento)

Sendo que o tempo total de aplicação não pode exceder os 15 minutos por região com o transdutor de 1MHz e 20 minutos por região com o transdutor de 3MHz.

 

Televendas

Centro: (21) 3852-7640
Barra da Tijuca: (21) 2499-1143

Formas de Pagamento

     

Fornecedora de Aparelhos Eletro Técnicos LTDA - CNPJ: 28.333.227/0001-78

Rua Armando de Sales Oliveira, 7, Loja, Centro, Rio de Janeiro, RJ